Home / Destaque / Antes de ser morta, jovem decapitada gravou vídeo dizendo que pertencia a facção

Antes de ser morta, jovem decapitada gravou vídeo dizendo que pertencia a facção

A Polícia Civil teve acesso a vídeo gravado momentos antes de Joice Viana de Amorim, de 21 anos, ser morta por grupo criminoso. Nas imagens, a vítima diz ser integrante de uma facção criminosa e a suspeita, é de que a ordem para que ela fosse morta tenha vindo após ‘tribunal do crime’. A jovem foi encontrada decapitada com as mãos amarradas para trás, em uma estrada vicinal na região do Bairro Santa Emília, em Campo Grande, no último dia 14.

Edmilson Holler, delegado responsável pelo caso, afirma que o vídeo não mostra o momento da execução, apenas um recado dado pela jovem acompanhado de uma foto de onde o corpo foi encontrado. Embora o crime não tenha sido filmado, a suspeita é de que Joice tenha sido torturada antes de morrer. “Nas imagens a vítima diz algumas coisas e afirma que pertence a uma facção criminosa. Em seguida, aparece uma foto do corpo na estrada onde ela foi encontrada”, explica.

Para o investigador não há dúvidas de que o caso esteja ligado à disputa de facções criminosas que atuam na Capital e que pelo menos duas pessoas tenham participado diretamente da execução. Informações extraoficiais são de que Joice teria envolvimento com o Comando Vermelho e foi morta por líderes da facção rival, o PCC.

Veja Também

Com medo, moradores andam armados após atentado contra prefeito em Paranhos

Um verdadeiro velho oeste, está é a definição de vários moradores da cidade de Paranhos, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *