Home / Destaque / Bebê Yago, mantido na barriga após morte cerebral da mãe, deixa o hospital

Bebê Yago, mantido na barriga após morte cerebral da mãe, deixa o hospital

Após sete meses internado na Santa Casa de Campo Grande, o bebê Yago – que nasceu após ser mantido na barriga da mãe com morte cerebral – terá alta médica na próxima terça-feira (21). Conforme o hospital, mais informações sobre a evolução da saúde do bebê também serão divulgadas na terça.

No dia 30 de agosto, um dia antes de completar cinco meses de nascimento, o bebê teve a primeira alta médica e saiu da UTI Neonatal (Unidade de Terapia Intensiva) para a Unidade Intermediaria.

Na época, emocionada, família do bebê disse ao Jornal Midiamax que ele era muito parecido com a mãe, Renata Souza Rocha. “Ele, para mim, é a continuação dela. É muito parecido com ela. É ativo, esperto e já tem opinião própria”, disse o pai.

Yago nasceu no dia 31 de março com 1.050 kg. Durante a internação, os médicos tiveram que controlar infecções no bebê e trabalhar para que ele ‘pegasse’ o peso necessário para receber alta.

O caso de Renata foi considerado raro na medicina brasileira. Jovem, aos 22 anos, e grávida do primeiro filho, ela teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Ela foi mantida aos cuidados de uma equipe especializada 24 horas para concluir a gestação.

Os médicos pretendiam aguardar que a gestação completasse 28 semanas, mas uma cesárea de emergência foi realizada, após Renata apresentar um quadro de instabilidade. Yago nasceu com 27 semanas e 3 dias, por volta das 11 horas, com 34 cm e 1,5 kg.

Veja Também

Câmara de Vereadores de Santa Rita do Pardo-MS tem Nova Mesa Diretora

Os vereadores da Câmara Municipal de Santa Rita do Pardo-MS elegeram nesta segunda-feira (11) em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *