Home / Destaque / Indicação do deputado Amarildo Cruz pede emissão de RG para indígenas acampados na capital

Indicação do deputado Amarildo Cruz pede emissão de RG para indígenas acampados na capital

Indicação do deputado Amarildo Cruz pede emissão de RG para indígenas acampados na capital.

Na manhã desta quinta-feira (13), o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) solicitou ao Comitê Gestor Estadual para Erradicação do Sub-Registro Civil de Nascimento e Acesso à Documentação Básica – Ceesrad/MS, e à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – SEDHAST, a emissão de Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (RANI) e Registro Geral (RG) de 25 indígenas, instalados no Acampamento “Estrela da Manhã”, localizado no Bairro Noroeste, em Campo Grande.

De acordo com o parlamentar, 65 famílias da etnia Terena estão há dez anos acampados no local, aguardando serem contempladas com o Programa de Habitação do município.

“Essas famílias estão há anos esperando serem atendidas com uma casa popular, porém, 25 pessoas desse grupo não possuem documentação necessária para se inscrever no programa de habitação. Além disso, o RG é um documento indispensável parta qualquer cidadão”, falou o deputado.

Deputado Amarildo Cruz cobra reforço da PR e PRF na região de fronteira

Durante sessão ordinária desta quinta-feira (13), o 2º Secretário, deputado estadual Amarildo Cruz (PT) solicitou ao Deputado Federal Zeca do PT, que interceda juntamente com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha e ao Ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, no sentido de garantir melhorias às Polícias Rodoviária Federal e Federal, na região de fronteira de Mato Grosso do Sul.

No documento, o parlamentar solicita o aumento do efetivo, além da implementação do “incentivo de fronteira” aos policiais que atuam nos municípios de Corumbá, Naviraí, Ponta Porã e Dourados.

“Esses municípios fazem fronteira seca com países vizinhos, o que facilita o tráfico de drogas e de contrabandos.  Há urgente necessidade do aumento do efetivo na região de fronteira, além de uma política de valorização desses servidores que colocam suas vidas em risco diariamente para proteger nossa sociedade”, falou o deputado.

Atualmente, as delegacias dos municípios em questão contam com aproximadamente 40 policiais, entre delegados, escrivães e investigadores. “O mínimo ideal seria o dobro de pessoal em cada delegacia para um trabalho mais efetivo no combate à criminalidade na região”, pontuou o parlamentar.

Fonte:Assessoria de Comunicação

Veja Também

Câmara de Vereadores de Santa Rita do Pardo-MS tem Nova Mesa Diretora

Os vereadores da Câmara Municipal de Santa Rita do Pardo-MS elegeram nesta segunda-feira (11) em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *