Home / Destaque / MP de Três Lagoas arquiva caso de ameaça de morte durante sexo

MP de Três Lagoas arquiva caso de ameaça de morte durante sexo

O Ministério Público de Três Lagoas arquivou o caso de uma mulher de 41 anos que foi acusada pelo  marido de exalar forte odor de sua vagina. O caso ocorreu em abril do ano passado e teve grande repercussão na cidade.

O problema teria gerado discussão entre o casal, resultou em agressão física e em divórcio.

Segundo ocorrência policial, o marido de 38 anos teria ameaçado matar a esposa por causa de um suposto mau cheiro em suas partes íntimas, enquanto os dois praticavam sexo. Além da ameaça, o homem teria a agredido com chutes e socos. Ele teria feito fotos da mulher nua, com ameaça de espalhar as imagens na internet.

A Polícia Militar foi avisada e o caso foi encaminhado à promotoria criminal do MP, que concluiu não haver motivo para prosseguimento, após o inquérito.

Os dois eram casados havia 10 anos e moravam no bairro Santa Luzia.

O casal foi levado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário e o caso foi registrado como lesão corporal dolosa (quando há intenção) e violência doméstica.

*Reportagem atualizada às 14h11 (MS) para acréscimo de informações.

por:jpnews.

Veja Também

Nordestinos serão homenageados hoje com comenda Asa Branca

Para celebrar o Dia da Comunidade Nordestina em Mato Grosso do Sul, que passou a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *