Home / Destaque / Aparição de ET bomba na internet, mas “flopa” em Terenos

Aparição de ET bomba na internet, mas “flopa” em Terenos

O relato de um empresário campo-grandense de 45 anos que afirmou ter visto um extra-terrestre quando passava por uma estrada vicinal em Terenos repercutiu fortemente na Capital, chegando a atrair estudiosos e também a divertir a caixa de comentários do Jornal. Mas, no dia em que completa uma semana da suposta aparição, moradores de Terenos dão pouca ou nenhuma importância à história.

A caminho da cidade, a cerca de 30 km de Campo Grande, a ideia da reportagem era saber se relatos de ETs seriam comuns ou novidade na região, além de ver como foi o impacto na comunidade local. Mas, chegando na rua principal de Terenos, a equipe é recebida com risos e desconfianças.

Ninguém confirma a história do empresário e enquanto alguns mostram desinteresse pelo tema, outros dão gargalhadas sobre o relato. De novidade, mesmo, só que a população da cidade deu pouca ou nenhuma importância para o suposto ‘ET de Terenos’.

O barbeiro Igor Ferreira achou o relato engraçado (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)

“Francamente? Eu não acredito. Não ouvi falar sobre isso aqui e também nunca teve história de ET. Isso é mais lá pra Rochedinho, Corguinho, ‘praquelas’ bandas”, comenta um taxista na avenida principal da cidade. A seu lado, outro taxista comenta que “viu algo no Facebook”, mas completa dizendo que “leu só o título”.

A equipe não desiste e segue para um comércio do outro lado da rua. Numa barbearia, Igor Ramos Ferreira, de 23 anos, confirma que soube da história. “Sim, sim, eu vi no Facebook. Mas, aqui em Terenos não vi ninguém ficar comentando. Quem eu vi [comentar] apenas achou engraçado, viu mais para o lado da brincadeira”, afirma.

Algumas lojas à frente, a produtora rural Hilda Soares, de 46 anos, concordou em falar com a reportagem. Ela também confirmou saber da história.

ET é novidade em Terenos para esta turma (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)

“Mas só por vocês, mesmo, na internet. Ele não quis aparecer, então não sabemos nem quem é. Isso é novidade por aqui, nunca teve história de ET antes”, comenta.

Menos descrente, a dona de casa Alessandra Pereira, de 38 anos, não chega a duvidar da suposta aparição. “Não sei… Mas acho que ele não deve estar mentindo, é um senhor, já, né? Eu não acredito e nem desacredito, mas não teve provas”, comenta.

Em busca do ET

Em uma loja de variedades também na avenida principal, um vendedor de 34 anos parece mais interessado no assunto, porém, afirma que nunca ouviu falar de aparição de ETs por ali. “Dia desses eu vi algo no céu, mas acho que era drone. Aqui a molecada tem muito drone, então deve ter sido isso. Aqui também passa muito avião da FAB (Força Aérea Brasileira), não sei se tem algo a ver”, especula.

Até então, zero novidade. Mas, na sequência, o vendedor fala sobre uma tal comunidade “para lá da Ponte do Grego”. “Eles afirmam que a terra deles é especial e dizem que têm contato com ETs. Costumam almoçar num restaurante que tem em um posto de gasolina aqui na BR. Quem sabe eles sabem de algo por lá”, diz.

A equipe parte rumo ao posto. Lá, encontra a empresária Ana Isene Mesacasa, proprietária do restaurante que atende em média 150 pessoas por dia no estabelecimento. No caixa, ela conversa com o repórter e ri quando fala-se no ET.

“Eu vi isso ontem, juro a você. Vi no Facebook, nem parei para ler. Não tenho tempo para isso”, diz, sem disfarçar risadas. Ela também pergunta aos funcionários e clientes na fila sobre o avistamento. Todos negam ter ouvido algo relacionado, nem na última semana, nem nunca.

O repórter cita a tal comunidade que o vendedor mencionou e passa a suposta localização. “Aaaah, esse pessoal vem aqui sim. São do projeto… Como é o nome? Eu acho, lá para os lados de Rochedinho. Parece que o acesso [até lá] por aqui é melhor, então quando eles saem da fazenda passam por aqui. A palavra ‘projeto’ chama atenção do repórter, que pergunta: “É o projeto do Urandir?”. “Tem um Urandir lá, sim. É esse mesmo”, comenta um homem na fila.

Equipe percorreu rua principal do comércio na cidade e ninguém deu importância ao ET (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)

Ouvir o nome de Urandir é um tanto quanto desanimador. Trata-se de Urandir Fernandes de Oliveira, figura conhecida da mídia, que está à frente do projeto Dakila Pesquisas, também conhecido como Projeto Portal. É atribuída a ele, também, a jocosa aparição do ET Bilú, que ganhou a mídia há alguns anos e depois foi acusada de fraude.

O desânimo não tem a ver com Urandir e sua credibilidade, mas com o fato de que a reportagem rodou uma cidade inteira e não encontrou novidade alguma. Terenos basicamente não “se ligou” no ET. É quando a pauta chega ao fim. Dali, era só fazer algumas fotos e voltar para a redação.

Como se fala na internet, o tal ET de Terenos “flopou” no lugar onde supostamente apareceu. Fim?

por;midiamax

Veja Também

Bandidos quebram parede de banco, mas fogem sem levar nada

Uma agência bancária da cidade de Angélica – a 323 quilômetros de Campo Grande, foi ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *